Notícias > DATA DO CASAMENTO: dicas uteis

DATA DO CASAMENTO: dicas uteis

Casamento à vista? Data e horário são uma das primeiras escolhas com que se deparam os noivos. É preciso conjugar muito bem a disponibilidade do lugar da festa com a cerimónia, ter atenção aos convidados e evitar datas complicadas…enfim um verdadeiro puzzle a construir. Eis as nossas dicas para uma selecção rápida e acertada…e venha a data!

ANTES DE TUDO

O LOCAL
Escolher o local-chave para todo o evento é muito importante, para iniciar a procurar as melhores propostas para a cerimónia e festa Pode ser uma cidade, localidade, a casa da noiva, ou até mesmo um local já decidido pelos dois há muito tempo como aquela quinta ou a nossa igreja.

Há sítios que ficam no coração, que tal organizar o casamento mesmo lá, onde tudo faz sentido? Ou vão querer regressar às origens e reviver os lugares da infância e da juventude que tantas boas recordações lhes deixaram? Vai ser aí mesmo onde estão a viver agora e onde a vossa história ganhou força e conquistou o mundo? Ou vai querer descobrir um lugar mais além, onde viver um dia novo cheio de emoção e aventura?
A ESTAÇÃO DO ANO: Qual a estação do ano que mais apreciam?
A Primavera, sim é linda em termos de natureza, variedade de flores exuberância de paisagens, é o quadro romântico por excelência. Uma das estações preferidas concerteza, por isso reservar o espaço com antecedência é muito bom especialmente se apostar no mês de Junho. E atenção, o clima é instável, não se esqueça que tem de ter um plano B em caso de chuva.
O Verão em Portugal é sem dúvida a estação do ano mais procurada para casar. O prazer dos dias quentes e do pôr-do-sol fantástico não tem comparação. É também o momento de maior disponibilidade para os convidados, quer residam no estrangeiro quer vivam no pais. É tempo de férias e dias longos, que predispõem a festas mais relaxadas e participadas. Contras? Se pensa casar num fim-de-semana, é melhor começar imediatamente a procurar espaços, em especial em Agosto, começar dois anos antes vai-lhe dar muita tranquilidade. O calor também tem os seus inconvenientes, verifique que o espaçol esteja bem equipado com ar condicionado, evite longas distâncias entre o local da igreja e o da festa e atenção: dias longos festas longaaaassssss, verifique tambem os horários que prevê o espaço que escolherem para a boda, em geral ronda as 10 horas de serviço. E não fique triste se alguém faltar, é a estação das férias no mar, das longas viagens, dos muitos convites para casamento, e se não vierem todos vai ser o dia mais lindo na mesma.

O outono é lindo, paisagens de cores intensas, cenários encantadores e dias ainda bem quentinhos, uma ideia original. Mas atenção às diferenças de temperatura entre o dia e a noite, começam a ser consideráveis, há que prever. A variedade de flores também já não vai ser a mesma das estações anteriores, mas vai encontrar boas combinações entre pinhas, bacas e flores, as composições ficam maravilhosas.

Por fim, nada se compara às atmosferas intímas e mágicas do Inverno, quem não adora uma paisagem polvilhada de neve branquinha, o calor duma lareira ou o brilho do tempo de Natal? Mas claro, o frio vai estar presente e a luz é pouca, previna-se! Tirar lindas fotografias, é possível mas tem que ser bem organizado e antes que fique noite. Datas muito perto do Natal também não é bom, os convidados estarão superlotados com os almoços e jantares das festas tradicionais e vão ter que escolher.

A DATA
Parta com varias hipóteses, ter 3 datas à escolha pode ajudar na escolha do local da cerimónia e do espaço que deseja.
Se a Igreja for o seu ponto-chave comece por aí, verifique se está livre e qual os horários em que podem realizar o seu casamento.
Se o local da cerimónia não for determinante, opte por uma boa e exaustiva procura de espaços, pois essa será provavelmente a sua maior despesa. Vai encontrar de certeza um lindo local para a cerimónia ali perto.

A data também reveste a sua importância no preço. Muitos espaços praticam descontos para domingos e dias da semana, a não ser que haja pontes. Casar na tarde de sexta, ao por do sol da terça ou nas manhas domingueiras do fim-de-semana, ajuda a poupar, não tira nada ao casamento e muitas vezes é sinónimo de um serviço melhor, especialmente no Verão, pois os seus fornecedores vão estar mais livres e vão poder dedicar-lhe toda a atenção que deseja 😉

Nem todas as datas são iguais algumas é bom considerar outras mesmo é melhor evitar, controle:

Aniversários. Se escolheu o dia dos seus anos ou o dia de anos de algum dos seus convidados mais chegados, é bom pensar num momento da festa para dedicar ao festejado.
Festas na cidade, na aldeia ou grandes eventos perto de si, também vão dar confusão no tráfico, na presença dos convidados e na disponibilidade dos fornecedores.
O mesmo vale para dias de eleições ou festas com flores. Em particular os dias dos namorados, dias das mães e dias da mulher. Nesse período os floristas têm muito trabalho e de consequência os bons preços e disponibilidade ficam mais difíceis de abordar.
Feriados religiosos ou nacionais: Natal, Páscoa, Fim de ano são festas que os seus convidados preferem passar com a família ou com os amigos mais chegados, não os obrigue a escolher. Feriados com pontes também não são boa ideia, os preços são mais altos e muitos aproveitam para viajar. Mas se vai casar longe de casa pode ser uma óptima escolha para juntar os seus convidados sem condicionar o período de férias do Verão.
Campeonatos de futebol e grandes eventos desportivos atenção, sempre há aquele amigo ou familiar que não vai abdicar de ver a partida ou que vai fazer do jogo o tema do seu casamento.
E por fim se é supersticioso ou se vai convidar alguém importante que o é de maneira muito radical, evite, vai andar a pensar nisso durante o dia, não vale a pena.
Boa escolha!!!