Notícias > O pai da noiva! Papel e etiqueta

O pai da noiva! Papel e etiqueta

Um tempo o pai da noiva era o grande mestre do casamento. A ele cabia o consentimento, o dote da noiva e até mesmo a organização da cerimônia e da festa.Tudo girava à volta dele. Hoje, são as mães que normalmente desempenham esse papel, ou pelo menos, oferecerem mais apoio ao jovem casal atarefado com os preparativos do casamento.

Atenção porem, os pais, e em particular o pai da noiva, tem um papel importante e fundamental no casamento, que vale a pena redescobrir.
Eis aqui alguns momentos a que o seu “papà” absolutamente não pode “escapar”:

O primeiro, claro está, toca ao pai da noiva e é, naturalmente, acompanhar a filha ao altar. Entrando na igreja a noiva terá à direita o seu pai. Quando a emoção aperta será o braço esquerdo do pai a transmitir-lhe serenidade e segurança para avançar decidida até ao altar. Se a cauda do vestido da noiva for muito grande, o pai pode acompanhá-la do seu lado esquerdo, assim, quando a deixar no altar não terá de dar uma volta muito grande para chegar ao seu lugar. Chegando ao altar o pai levanta o véu e beija a filha na testa ou na mão e diz algo ao noivo (um desejo, um pensamento bonito) que só ele vai ouvir e então , finalmente, entrega a mão da sua menina ao futuro marido. A um familiar chegado ou um amigo importante, cabe a honra de acompanhar a noiva quando o pai não possa estar presente.

No final da cerimônia depois da saída “solene” e do lançamento do arroz, é o pai da noiva, ou melhor ainda, são os dois pais, que orientam os convidados para o local da boda, fornecendo informações e exortando-os a partir de modo que todos cheguem ao local da festa antes dos recém-casados.

Durante o copo de água surge outro momento importante: o primeiro brinde . Depois do almoço ou jantar e após o corte do bolo, cabe ao pai da noiva chamar a atenção dos convidados e desejar alegria e felicidade à nova família . A emoção do momento e o efeito do champagne podem criar imprevistos, por isso, preparar o discurso previamente è uma grande ajuda, especialmente para quem não está acostumado a falar em público.

A abertura do baile. Segundo a tradição o baile abre com uma valsa dançada pela noiva e o seu pai. A meio da dança o pai simbolicamente entrega a filha ao marido e a valsa prossegue com o casal. É um momento de grande ternura e emoção e à frente de todos os convidados, por isso è bom escolher a música certa para torná-lo único e memorável para si e para todos os presentes.

Alguns papéis “menos importantes ” podem ser delegados aos pais dos noivos, principalmente para os envolver nos preparativos, por exemplo: escolher o vinho , os charutos ou os licores.
Entregar ao pai uma lista de gestão económica do evento, pode também ser de grande ajuda na organização dos vários pagamentos, e é talvez uma tarefa que o vai fazer feliz pela vossa demonstração de grande confiança, mas é claro que tudo depende de quanto tempo livre o pai vai ter, realmente, para vos ajudar.

Para concluir, será certamente uma surpresa muito agradável, fazer um presente especial a ambos os pais. Não estamos a falar de um objecto raro ou caro, è mais importante que seja algo que faça parte da memória de ambos, pois a intenção è dizer-lhe novamente, o quão importante ele tem sido e sempre será para você.